Meu primeiro semestre na faculdade de Jornalismo

11:00



Oi galera, tudo certo? Comigo sim! Hoje trago para vocês minha experiência com o meu primeiro semestre na faculdade. Pra quem não sabe eu curso Comunicação Social-Jornalismo, na UCS (Universidade de Caxias do Sul). Esse ano (2015) foi meu primeiro semestre, e venho trazer para vocês um pouquinho do que passei.

Comecei o semestre com muita expectativa, me sentindo atrasada por começar no segundo do ano acabei pegando seis cadeiras. Sim loucura, e sim semestre que vem vou pegar mais. As primeiras aulas foram um tanto assustadoras, não pelo conteúdo, mas pela forma como é uma universidade. Totalmente diferente da escola. Sai a hora que quer, vai no banheiro a hora que quer, chega a hora que quer. No início foi um pouco complicado para me habituar, mas com o tempo tudo foi ficando mais tranquilo. Aprendi a mexer no ambiente virtual da minha universidade, e fui me inteirando de tudo que pude. Até o momento que cheguei na biblioteca. Minha gente quanto livro, que biblioteca gigante! Babei! Porém até hoje não consigo encontrar o livro que fui com intensão de pegar, sempre acabo saindo com outro livro. Pelo menos as leituras são bem produtivas. Como comentei com vocês, peguei seis cadeiras, e têm sido muito puxado. São muitos trabalhos, muitas provas, é muito corrido. Mesmo sem trabalhar, sempre tem pesquisa para fazer, um livro para ler, ou um blog lindo para manter. Mesmo assim tem sido incrível, mesmo reclamando quando os professores liberam cedo de mais, ou tarde de mais. A sensação é exatamente a que eu sabia que seria, mágica. Sempre sonhei com a faculdade, sempre quis estudar na UCS, e desde os 13 anos quero ser jornalista. Escrever como um trabalho? Sonho.

Nesse semestre aprendi um pouquinho sobre a minha, sobre a nossa responsabilidade como comunicadores. Hoje me sinto muito orgulhosa da profissão que escolhi, mesmo muitos torcendo o nariz quando digo qual é. Sem jornalismo não existe democracia, sem jornalismo não existe verdade, e é nisso que eu acredito. O mais incrível de tudo é que conheci pessoas maravilhosas, que têm o mesmo sonho que o meu. Mudar o mundo através das palavras, e não é esse um sonho lindo?

Você também pode gostar

0 comentários