As cobranças constantes trazem o vazio

17:52

É comum nos programarmos, fazer listas de tarefas e mesmo assim deixar alguns compromissos escaparem por entre os dedos. Não sei se vocês são assim, mas a pessoa que mais me cobra, sou eu mesma. No trabalho, na universidade, em família e até mesmo em relação a mim mesma (corpo, inteligência, cabelo). O blog, que é meu amor, se tornou uma espécie de "peso". Mas tudo isso, porque eu simplesmente me cobro de mais. 

A vida, eu sempre disse, não deve ser feita de "ous" e sim de "es". Entretanto, o grande problema reside no tempo. Quando você terá tempo para fazer tudo que deseja e que deve fazer? Estudar, trabalhar, cuidar de si mesmo são atividades que demandam tempo, mas não é permitido esquecer-se de viver. 

Viver em uma constante cobrança, fará de você, apenas mais um: um ranzinza, zangado com a vida que nunca está satisfeito com as situações. É complicado estar vivo, difícil mesmo é viver. Sobrevivência é fácil. Difícil é encontrar caminhos para equilibrar desejos e deveres. 

Talvez tenha sido um post em vão, que ninguém compactue. Ou talvez, ele tenha ficado vazio, mas tudo isso por um simples motivo: estou no redemoinho, perdida entre deveres, afazer e desejos. Engasgando com toda auto-cobrança e tantos medos ( o principal, a vida passar e eu estar focada em algo que não seja o certo). 

Você também pode gostar

0 comentários