Espírito (maligno) das festas de final de ano

20:01

Muita gente acredita que as festas de final de ano trazem consigo os momentos mais felizes de uma família e/ou grupo de amigos. É complicado, para mim, imaginar isso. Não me entendam mal, eu me sensibilizo pela união que se forma entre os dias 24 de dezembro e primeiro de janeiro, mas continuo vendo um monte de atitudes hipócritas coexistindo. 

Em meio a tudo isso, fico me perguntado se o problema não seria eu. Quando eu era pequena, costumava amar o Natal e o ano novo fazia com que me sentisse forte e contente. Entretanto eu cresci, virei adolescente e infelizmente não consigo suportar a ideia de sentar em família, dois dias em um mês e fingir ser alguém que eu não sou.

Eu já amei minha família de forma incondicional, mas como diz o poeta: o ignorante não sabe a sorte de ser feliz. A gente cresce e vai aprendendo a ler os sinais, perceber as falsidades e a quantidade de comentários hipócritas que saem da boca das pessoas que ajudaram a te criar. Junto a tudo isso, suas experiências  e opiniões são descartadas da mesma forma que a sacola suja de sangue, após ter servido de abrigo para a carne do churrasco. Tudo isso porque você é jovem e sua opinião não deveria ser levada a sério. 

O Natal passou e tolamente tive esperanças, um grande problema da pessoa que vos escreve. o Natal foi nada mais, nada menos que mais uma outra grande decepção. Prazer, sou o Grinch e ainda tenho esperança para com o ano novo. 

Você também pode gostar

0 comentários